Pesquisar este blog

sábado, 26 de setembro de 2009

Conceito de Compaixão

Definição
Tirando de uma base simples, o conceito de Compaixão no Wikipedia:

Compaixão (do latim compassione) pode ser descrito como uma compreensão do estado emocional de outrem; não deve ser confundida com empatia.





A compaixão frequentemente combina-se a um desejo de aliviar ou minorar o sofrimento de outra pessoa, bem como demonstrar especial gentileza com aqueles que sofrem. A compaixão pode levar alguém a sentir empatia por outra pessoa.

A compaixão é frequentemente caracterizada através de acções, na qual uma pessoa agindo com espírito de compaixão busca ajudar aqueles pelos quais se compadece.
A compaixão diferencia-se de outras formas de comportamento prestativo humano no sentido de que seu foco primário é o alívio da dor e sofrimento alheios. Actos de gentileza que busquem principalmente conceder benefícios em vez de aliviar a dor e o sofrimento existentes, são mais correctamente classificados como actos de altruísmo, embora, neste sentido, a compaixão possa ser vista como um subconjunto do altruísmo, sendo definida como o tipo de comportamento que busca beneficiar os outros minorando o sofrimento deles.


Benefícios
Porquê desenvolver a compaixão na sua vida? Bom, existem estudos científicos que há benefícios físicos pela pratica da compaixão — as pessoas que a praticam produzem 100 % mais DHEA, que é uma hormona que retarda o processo de envelhecimento, e 23% menos cortisol — a “hormona do stress.”

Mas existem também outros benefícios, e estes são emocionais e espirituais. O beneficio maior é que vai ajuda-lo a ser mais feliz, e fazer com que os que o rodeiam se sintam mais felizes. Se concordarmos que um dos nossos maiores objectivos e lutas na vida é tentar ser feliz, então a compaixão é uma das maiores ferramentas para atingir essa felicidade. É por isso então que é tão importante cultivar e praticar a compaixão todos os dias nas nossas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!!! s2